Olá, querido leitor! Então seu problema é deixar tudo o que pode para mais tarde? Não se preocupe. A procrastinação, palavra que se tornou moda na web para “deixar para depois”, não é um mal exclusivo de uma geração ou dos estudantes – todos nós sofremos um pouco querendo adiar o inevitável.

Mas, ainda que algumas obrigações do dia a dia, dos estudos e do trabalho possam parecer uma tortura sem fim, tornar o acumulo de tarefas uma rotina pode ser prejudicial. Vejamos por quê.

Adiar causa ansiedade

Deixar de fazer uma obrigação para “ganhar tempo” para si mesmo enquanto, por exemplo, navega numa rede social apenas causa uma falsa sensação de bem-estar. Ainda que você justifique esse deixar para depois dizendo que tem tempo (e pode ter mesmo), a preocupação de fazer a tarefa indesejada sempre estará lá para estragar a diversão.

Seu tempo será mal utilizado

Sempre que deixamos para mais tarde uma tarefa eu deveria ser prioridade estaremos subutilizando o tempo. Muitas vezes o problema não irá tomar tanto tempo para ser resolvido, mas você passou o dia todo arranjando formas de adiar. Valeu a pena?

Essas razões podem parecer um pouco óbvias, mas os impactos delas são reais e muito prejudiciais aos seus objetivos de longo prazo, mas há maneiras de combatê-los.

Planejar o seu tempo

As listas de tarefas são suas melhores amigas no cumprimento de metas. Há muitos apps que dão conta delas, como o Evernote e o Google Keep, mas comece simples: papel e caneta dão conta do recado e podem ser um lembrete mais marcante que as listas virtuais.

                Criar hábitos

Se as listas são uma das melhores formas de realizar tarefas, criar hábitos é a melhor maneira de tornar os afazeres mais agradáveis. Mantenha uma rotina (e leve-a a risca até que ela lhe pareça natural), divida seu dia em períodos, tenha uma ordem para fazer suas tarefas. Em pouco tempo, a falta de vontade irá desaparecer.

Criar modelos mentais positivos

Modelos mentais moldam nossa visão consciente e subconsciente do dia a dia. “Eu não posso”, “Eu não consigo”, “Isso vai tomar muito tempo”, “Depois eu faço” são alguns desses modelos mentais. Mudar isso para “Vou dar o meu melhor e manter o foco”, realizará grandes mudanças na forma como o mundo ao redor de você se comporta. Acredite.

Não deixe o desânimo te abater. Ele é uma atitude que pode ser alterada conforme você altera seu comportamento – mesmo que a princípio sua mente não mude de imediato. Agora vá. Feche essa aba do seu navegador. Faça o que tem que fazer. Faça listas, programe-se, crie hábitos, mas não deixe para amanhã de novo.

Você pode tudo!