Então, caro leitor, chegou o derradeiro ano do vestibular e você teve que concentrar todas as suas atenções ao estudo. Largou a academia, o teatro, a dança, os esportes ou sua lista de leituras. Se você é essa pessoa ou conhece um amigo que esteja passando por isso, saiba que o periódico Psychology Today acredita que manter hobbies pode ser uma das formas de ajudar a manter uma rotina saudável e ajudar em seus outros afazeres. Veja como eles podem ser a melhor ferramenta para o equilíbrio nos seus estudos.

Hobbies ajudam a estruturar o tempo

Segundo a Lei de Parkinson, “a tarefa se expande até preencher todo o tempo delegado para seu encerramento”. Ou seja, o tempo que você emprega para fazer uma tarefa irá preencher tanto tempo quanto você tiver disponível para ela, seja uma hora ou um dia inteiro. Sabe aquele trabalho escolar que você recebeu há um mês, mas só começou a fazer nos quarenta e cinco do segundo tempo? Lei de Parkinson.
Aí é que entram os hobbies. Se você precisa comparecer à sua aula de piano duas vezes por semana em um horário determinado, vai precisar se organizar todos os outros afazeres para fazer as lições de música sem prejudicar seus estudos, o que acaba obrigando a realização de um planejamento mais eficaz.

Hobbies promovem o estado de flow

Embora o ócio passivo – como assistir à TV, navegar nas redes sociais ou assistir a séries na Netflix – sejam necessários de tempos em tempos, o ócio ativo nos dá muito mais ânimo e relaxamento. São o que o psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi chama de atividades de flow. O flow é aquele momento em que estamos tão envolvidos com uma tarefa prazerosa e desafiadora, que perdemos a noção de tempo e do que está ao nosso redor, com foco apenas na atividade. Tudo isso promove o desenvolvimento de habilidades e o senso de bem estar, muito úteis para manter o ânimo nos estudos escolares e no ano de vestibular.

Hobbies ajudam a lidar com stress

Enquanto o entretenimento com séries, filmes e internet são uma breve e prazerosa distração, realizar algo que você gosta faz bem psíquico e fisiologicamente.
Às vezes, o estudo não vai tão bem. Às vezes, o desânimo pode chegar com tudo. Mas não se preocupe, é normal. E ter uma atividade que sirva para lembrar que você pode dar uma breve pausa fazendo o que você gosta é revigorante para voltar aos seus estudos.

Hobbies podem ter benefícios inesperados

Além do fato de trazerem ânimo e prazer para o dia a dia, atividades mais especializadas podem ajudar diretamente nos seus estudos. Fazer aulas de teatro, tendo que aplicar um texto a uma cena, auxilia na interpretação de textos exigida em provas de códigos e linguagens. A música não existiria sem a matemática, menos ainda a habilidade para aprender a compor. Aulas de programação de games vão de encontro ao desenvolvimento do pensamento lógico. E, seja qual for seu hobby, disciplina será a essência de seu aprendizado. Fora a possibilidade da profissionalização através dessas atividades extracurriculares.

Agora é a chance de não deixar de lado um pouco de diversão (especialmente planejada) em seus estudos. Procure em seu bairro e cidades próximas os cursos e projetos comunitários que abrangem seus interesses. Caso não haja possibilidade, não se esqueça de que há muitas oportunidades online também. Não deixe de lado suas paixões. Busque conciliá-las com seus estudos.

Você pode tudo!